Essas são dicas da Fernanda Soares Correa:

1 – Em dupla um de frente para o outro, pedir que imaginem estar em frente a um esperlho. Hora um é o espelho, hora o outro. E assim um tem que imitar o que o outro está fazendo.

Você vai dando o comando. Não tirem o olhar um do outro (TRABALHAR CONCENTRAÇÃO, NOÇÃO ESPACIAL, entre outros…)

Pode mudar a dupla se quiser.

2 – Esse é legal fazer em um grupo que já convive a um pouco de tempo.

Pedir que caminhem pela sala de olhos fechados. E ao sinal ou quando a música parar, tentem pegar o primeiro que estiver na sua frente. E, ainda de olhos fechados, tentar descobrir quem é a pessoa, através de detalhes.

Depois, em um grande círculo, dizer como descobriu que era a pessoa.

3 – Pedir que as duplas fiquem de frente um para o outro (pode ser em pé ou sentado), e que falem ao mesmo tempo, trocando informações sobre eles mesmos, mas o principal é que os dois de cada dupla falem juntos.

No final, peça para que cada um comente um pouco sobre o que o outro disse. Muito engraçado! Com certeza ninguém vai saber dizer, pois estavam tão preocupados em dizer tudo mais rápido e mais alto que não prestaram a atenção nos outros.

Muito bom para comentar sobre a importância de se escutar mais do que falar.

4 – Com bolinhas de tênis!

Peço que fiquem em dupla, um de frente para o outro.

Cada um com 2 bolinhas de tênis (uma em acda mão) e peço troquem entre sim. Hora com uma mão, hora com outra. Em um sentido e no outro. Enfim, você vai dando as variações.

Muito legal para desenvolver coordenação motora fina, noção espaço-temporal, óculo-manual, visão periférica, entre outros…